Exercício e Estresse

Exercício e Estresse

Uma das doenças mais comentadas e que atinge milhares de brasileiros hoje é o “estresse”. Segundo a Associação Internacional do Controle ao Estresse, o Brasil é o segundo país do mundo que mais sofre com este problema. De cada dez trabalhadores, três pelos menos possuem a chamada síndrome de Burn Out, esgotamento mental intenso causado por pressões no ambiente profissional.

Consequência disto podem ser sintomas como dores de cabeça, desconfortos musculares, pressão alta, além de problemas emocionais como esgotamento, sentimento de incapacidade, falta de emoções e perda de ideais.

Porém nem todo estresse é considerado ruim, na verdade, ele é um mecanismo importante para a sobrevivência quando dosado. Pequenas doses de estresse além de ser importante para promover estímulos fisiológicos que beneficiam a saúde, também nos impulsionam para tirarmos da zona de conforto, que na maioria das vezes auxilia em nossa evolução nas tarefas referentes do dia a dia.

O problema inicia quando o nível de estresse começa a ficar acima do desejado, devido a tarefas do ambiente de trabalho, preocupações com a casa, autocobrança exagerada e etc. Atualmente o ritmo de nossas vidas é cada vez mais acelerado comparado há algumas décadas atrás, cobranças, prazos e metas são perseguidos diariamente, isso tudo resulta em menos tempo para atividades que gostamos de fazer e que trazem satisfação pessoal.

Uma ótima maneira de manter os níveis de estresse controlados é fugindo do sedentarismo. O exercício auxilia no aumento da tolerância ao estresse mental, e proporciona uma resposta menos intensa dos hormônios do estresse em relação aos desafios mentais e emocionais. Em declaração, a autora da pesquisa realizada pela Universidade de Saúde Pública de Maryland que foi publicada no periódico da Medicine and Science in Sports and Exercise, relata que: “Nós descobrimos que o exercício ajuda a amortecer os efeitos da exposição emocional. Se você se exercita, você não só vai reduzir a sua ansiedade, mas você será capaz de controlar mais a ansiedade quando confrontado com eventos emocionais”.

Exercícios de intensidade moderada, com periodicidade de três vezes por semana e duração de aproximadamente 45 minutos, são interessantes para ajuda no tratamento e prevenção de problemas relacionados ao estresse. Estudos vem indicando que exercícios aeróbios (caminhar, correr, pedalar) podem ser a melhor opção para o tratamento, devido ao maior estímulo de produção da endorfina (hormônio que causa a sensação de bem estar).
Sem dúvida a melhor opção sempre será a prevenção, praticar exercício, dormir bem, ter uma boa alimentação e separar um tempo para você, é fundamental para uma boa saúde mental. Portanto, é hora de colocar em prática, analise seu dia a dia, repense seus hábitos e não deixe que o altos níveis de estresse faça parte de seu cotidiano.

Dicas:
– Pratique exercício regularmente – Como já comprovado, o exercício é um bom aliado na prevenção e tratamento do estresse.
– Invista em Lazer – Programe uma viagem, reserve um tempo para seu hobbie, aprenda novas atividades. Contra o estresse, atividades de descontração são importantes.
– Durma Bem – Qualidade de sono é fundamental, procure dormir em média 8 horas por noite.
– Cuidado com remédios – É comum pessoas se auto medicarem, tomando medicamentos para dormir ou até mesmo para se acalmarem. Na dúvida procure um médico e faça o tratamento correto.

Isaías Nunes – Educador Físico (Vilon Desenvolvimento Criativo)

  • Compartilhar: