Reforma da previdência abre espaço para a criação de novos métodos de trabalho

Reforma da previdência abre espaço para a criação de novos métodos de trabalho

Se aprovada, a Reforma da Previdência do Governo Federal vai obrigar muitos
trabalhadores a esticar a vida profissional e as mudanças nas regras da
aposentadoria prometem mexer com o mercado de trabalho.

A proposta de Reforma da Previdência foi alterada. Agora, o novo texto traz
regras mais acessíveis, como mudanças na idade mínima, na aposentadoria
rural, para servidores públicos e nas regras de transição. O texto final, no
entanto, ainda precisa ser aprovado pela Câmara e pelo Senado.

Mas, enquanto o texto da Reforma da Previdência tramita no Congresso muitos
trabalhadores já começam a buscar formas alternativas e novos métodos para
se manter no mercado de trabalho.

Se por um lado o emprego tradicional pode entrar em crise, o
empreendedorismo começa a ganhar cada vez mais espaço. “Novas indústrias,
demandas e profissões estão surgindo e os empregos da forma que
conhecemos estão se transformando. Em alguns anos poderá haver menos
empregos, mas por outro lado existirá mais possibilidade das pessoas
utilizarem o seu talento individual, conhecimento e criatividade para
empreender suas ideias e criar seus próprios negócios”, explica o psicólogo e
diretor da Vilon Desenvolvimento Criativo, Matheus Vilon.

Os dados da última pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) feita no
Brasil pelo Sebrae e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade
mostram que três em cada dez brasileiros com idade entre 18 e 64 anos
possuem uma empresa ou estão envolvidos com a criação de um negócio
próprio. Em dez anos, a taxa total de empreendedorismo no Brasil aumentou
de 23%, em 2004, para 34,5% em 2014. O país ocupa a primeira posição no
mundo quando o assunto é abertura de novos empreendimentos.

“O conceito de empreendedorismo é muito mais amplo do que a simples
abertura de novas empresas. Empreender significa melhorar o desempenho, o
ganho ou o lucro. Empreender é transformar rotinas de trabalho de forma que
aumentem a produtividade. É ter ideias novas e desafiadoras. É ver além do
óbvio e apresentar soluções criativas e inovadoras”, destaca Matheus.

Fonte: Vilon Desenvolvimento Criativo

  • Compartilhar: